quarta-feira, 25 de julho de 2012

Cigana Conchita

Por Fernando Coelho e Sandrini.

Queridos lobonaltas, espero que tenho gostado da matéria em dose dupla da semana passada. Hoje vamos conhecer a cigana Conchita
Esta cigana tem a pele clara e os cabelos pretos, que usa presos em uma trança jogada para o lado direito.
Sua saia é estampada e complementada por uma blusa vermelha.
Usa muitos cordões, um deles com um pingente de topázio.
Os dedos das mãos estão sempre ornamentados com diversos anéis, e não dispensa uma flor vermelha nos cabelos.
Ela adora ganhar presentes, principalmente de flores, pois com elas faz seu perfume e suas magias.
As cartas do seu baralho tem símbolos próprios. A cigana Conchita, é espanhola, originária da Galícia.
Gosta de música e adora tocar castanholas.Quando chega à terra, tem sempre uma palavra de conforto para os aflitos, é meiga e carinhosa, e sempre fala assim:


"Sou da Galícia;
   Sou galega, com muita honra;
  Sou o amor, sou uma flor;
  Sou cigana do passado para ajudar no presente;
  Sou espanhola;
  Com muita saia colorida, danço rodopiando
  Com meu sapateado amasso as ruindades e coloco a paz neste lugar."



O BOLO DA CIGANA CONCHITA - SUA MAGIA

1 bolo aromatizado com baunilha
11 morangos
11 moedas atuais
1 rosa vermelha
11 velas brancas
1 prato de papelão



Modo de Fazer:
Faça esta oferenda na Lua Cheia. Leve todo o material para junto de uma árvore que tenha flores vermelhas ou cor de rosa. Passe o bolo simbolicamente pelo corpo e coloque-o no prato. Coloque os morangos em cima do bolo e os quibes a volta do bolo. Passe as moedas no corpo e espete-as no bolo. Arrume o prato junto a árvore. Acenda do lado esquerdo da oferenda as velas juntas, coloque a rosa no centro do bolo e peça à cigana Conchita a abertura dos caminhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário