sábado, 24 de agosto de 2013

O Professor.

 Por Fernando Coelho


Abidã parou e observou um jovem no canto da espaçosa oficina usando um enxó. Era um dia quente, com pouca brisa para ventilar a marcenaria de Abidã. Abidã começou a caminhar, passou pelos outros vinte empregados e parou perto do jovem, que, de  tão concentrado no seu trabalho, não percebeu a presença do patrão.
 Inclinado sobre a antiga bancada de trabalho do seu pai, Abidã começo a observar os movimento do rapaz. Lembrou-se da ocasião em que seu pai lhe ensinou a usar um enxó.
 "Ioshua", disse Abidã, e cofiou sua barba grisalha. "Você deve fazer mais devagar."
 O rapaz se assustou com o som da voz de Abidã. "Desculpe, não percebi o senhor se aproximar."
 "Eu notei." Abidã se aprumou, pegou o longo cabo do enxó e montou sobre a tora de madeira pousada no piso. "Desbaste com movimentos mais curtos, Ioshua. Se você desbastar com muita força e muito rápido, vai remover mais madeira que o necessário." Abidã apoiou a lâmina de metal da extremidade do enxó sobre a tora, no lugar em que Ioshua estava desbastando, depois ergueu o cado e o deixou descer, direcionando a borda metálica afiada para a casca da árvore, mas sem atingir a madeira macia. Uma parte da casca foi desbastada. Abidã fez isso diversas vezes ate remover dois côvados de casca.
 "Venha aqui, Ioshua. Veja o pedaço que acabei de desbastar e o pedaço que você estava fazendo. O que você observa?"
 "O do senhor está muito mais liso. Eu cortei a madeira macia."
 "Exatamente. O importante é o controle e o foco. Os novos empregados seguram o cabo muito no alto. Para um melhor controle, posicione suas mãos mais perto da lâmina e faça movimentos suaves e curtos, removendo somente a casca. Compreende?'
 "Sim, compreendo. Movimentos mais curtos. Segurar o cabo em uma altura menor."
 "Correto. Ao menos, para este serviço." Abidã entregou o enxó de volta para o garoto. "Tente de novo."
 Ioshua montou sobre a tora e utilizou o enxó da maneira exposta por Abidã.
 "Está melhor assim? Você tem mais controle da ferramenta?"
 "Sim. Eu devia saber disso."
 Abidã sorriu. "Não seja tão severo com você mesmo, Ioshua. Todos os homens aprendem com os outros e com a experiência. Eu aprendi com meu pai quando era garoto. Faz muito tempo, na época em que meu pai e eu trabalhávamos sozinhos. Muita coisa mudou."
 "O senhor é o melhor carpinteiro de toda a região. Meu pai me lembra todo dia da minha sorte de ter encontrado uma marcenaria com um professor tão receptivo."
 "Seu pai pediu que eu ensinasse a você mais do que habilidades com madeira, Ioshua."
 "Meu pai nunca me contou como conheceu o senhor."
 Abidã sorriu. "Conheci seu pai há muitos anos. Ele era ainda uma criança de colo, nos braços da sua avó. Eu tinha treze anos. O pai da sua avó era um criado fiel na corte do rei Salomão." Abidã fez uma pausa. "Eles me ensinaram uma lição importante a respeito de ajudar os outros."
 "Eles ensinaram o senhor?"
 "Primeiro vi sua avó, na rua, tentando juntar um fardo de linho. Ela estava segurando a criança que se tornaria seu pai." Abidã se debruçou sobre a bancada de trabalho do seu pai e acariciou uma das tábuas. Embora Zera tivesse morrido havia quase trinta anos, Abidã sentia muito a sua falta. Suspirou de saudade e, em seguida, trouxe sua atenção de volta ao presente.
 "Devo tudo o que tenho às lições que o rei Salomão me ensinou. Prometi ensinar a você essas mesmas lições. Devo à sua família isso e muito mais."
 "O senhor compartilhará as lições de Salomão?"
 Abidã assentiu com um gesto de cabeça. "Me diga, Ioshua, o que significa este provérbio: "Prepara com antecedência teu trabalho e torna-o apropriado para ti, no campo; depois, trata de construir tua casa". )Provérbios, 24:27)
 Ioshua dirigiu o olhar para o chão e repetiu as palavras...







 Chegamos ao final das historias do rei Salomão, se você perdeu alguma delas aproveita e confere nos links a baixo:
Abidã- Acordo com Salomão.
O primeiro provérbio.
O muro
O bom negócio.
Os conselheiros do Rei.
O presente.
Verdadeiramente rico 1
Verdadeiramente Rico 2
Uma visita Real

  Em breve retornaremos com novidades sobre ele. Então seja sábio e não deixe de  acompanhar o alcateia.com que sempre pinta novidade, ok?


Nenhum comentário:

Postar um comentário