quinta-feira, 10 de novembro de 2016

VIAGEM ASTRAL

por Eddie Van Feu


 O mundo dos sonhos é um lugar incoerente e louco, onde cabe a nós descobrir onde está a lógica. Mas o que sabemos desse mundo?

A maneira com que lidamos com os sonhos muda de acordo com a cultura de cada povo. Em Bornéu, na Indonésia, por exemplo, se um homem sonha que foi traído pela mulher, passará a agir como se realmente tivesse sido. Na Península da Kamchatka, leste da Rússia, é ainda pior! Se um homem tem sonhos eróticos com determinada mulher, essa coitada é obrigada a fazer o mesmo na vida real! No Canadá, o povo innuit, da baía de Hudson, e o povo patani, da Malásia, acreditam que a alma deixa o corpo durante o sono e acordar uma pessoa é colocá-la em risco de se perder de sua alma. Essa teoria é muito parecida com a teoria do corpo astral.

O Plano Astral consiste num mundo que se adapta ao seu corpo astral. Seu corpo astral é a forma que se afasta de seu corpo físico quando você o projeta para fora, o que pode acontecer quando você dorme, quando é submetido a uma hipnose ou mesmo quando leva um susto tremendo. Há casos em que, diante de um acidente inevitável, o corpo astral da pessoa salta, literalmente, do corpo físico e a pessoa depois não se lembra de nada do acidente. A teoria das viagens astrais tem sido largamente experimentada em centros de estudos de parapsicologia mundo afora com excelentes resultados. Nestes testes pode-se guiar o corpo astral de uma pessoa até uma sala fechada onde ela deveria ler um papel colocado bem alto. Uma pessoa normal não poderia ler, pois além de a sala estar trancada, o papel era posto em tal altura que seria necessário “flutuar” para lê-lo.



A capacidade de se deslocar do corpo - também conhecida como fenômeno de desdobramento - é inerente a todos, mas alguns têm muito mais facilidade que outros. Nas viagens astrais, como na teoria kardecista, não há limitações de espaço ou tempo, o que nos permite viajar entre o passado e o futuro em qualquer lugar do universo. Mas, como já mencionei, nem todo mundo tem facilidade de se deslocar, ou seja, quando você sonhou que estava comendo bananas pelado no seu escritório, não era uma viagem astral. Era uma indigestão.

No Brasil, temos o IIPC – Instituto Internacional de Projeciologia e Consciologia, fundada em 1988 pelo Dr. Waldo Carmelo. O Instituto, sem fins lucrativos, dedica-se a pesquisa e divulgação de experiências fora do corpo através de palestras, cursos e outros eventos e conta com algumas publicações sobre o assunto, relatando experiências com riqueza de detalhes.

Importante citar a teoria espírita que é extremamente interessante. Os adeptos do Espiritismo acreditam que o período do sono é como um curto período de morte (seria correto dizer então que para os espíritas dormir é morrer um pouco a cada dia). Nesse período visitamos espíritos simpáticos de pessoas mortas ou vivas que se dedicam ao nosso aprendizado. Segundo O Livro dos Espíritos, de Alan Kardec, podem ocorrer conferências entre espíritos simpáticos em busca de algum novo aprendizado e por isso ocorreriam descobertas similares em pontos diversos do mundo ao mesmo tempo, já que não há limite de distância para esses encontros. Ainda segundo Alan Kardec, é possível também transcender o tempo, viajando para o passado, onde recordaríamos nossas vidas passadas ou descobriríamos algum segredo que de alguma maneira nos afetou, e para o futuro, onde aconteceriam as visões proféticas.

A teoria científica coloca no nosso subconsciente a responsabilidade do que sonhamos. Seria como se pegássemos as informações a que ficamos expostos durante o dia e as reorganizássemos de maneira caótica durante o sono. Muitos estudiosos acreditam que os sonhos são de suma importância, pois nos permitem enlouquecer um pouco a cada dia, preservando assim nossa sanidade (que, nos dias de hoje, parece estar sempre ameaçada, coitada!). O fato de por vezes vermos em sonho coisas que ainda não aconteceram seria apenas uma projeção dos nossos anseios que o subconsciente resolveria por nós.

E dentre todas as teorias, temos uma das mais loucas e ao mesmo tempo, uma das mais cativantes, a de que aqueles seres alados que vêm sendo bastante lembrados ultimamente, os anjos, se utilizam dos nossos momentos de sonho para se comunicar conosco. São muitas as histórias na Bíblia em que vemos mensagens angélicas através dos sonhos e para muitas pessoas eles podem ser responsáveis por diversos avisos e inspirações que recebemos enquanto dormimos.

Independente do que você acredita, quando for dormir esqueça por um minuto todos os seus problemas e frustrações, dúvidas e mágoas, fúrias e ressentimentos. Respire fundo e lembre-se de que está prestes a entrar em um mundo que é só seu e que tem muito a lhe dizer. Resta a você ouvir.

Como já disse, menos da metade das pessoas não se lembra de seus sonhos. Então, como você poderá utilizá-los a seu favor se não consegue se lembrar deles? Mas nós podemos mudar, treinar e nos condicionar a ser e fazer o que quisermos. Lembrar dos sonhos pode ser um excelente exercício que você pode fazer todos os dias.

Mas saiba que se lembrar dos sonhos ajuda, não lembrar não invalida sua experiência. Muitas ideias brilhantes que surgem de repente durante o dia são frutos de visitas suas ao mundo de Morpheus. Seu consciente, que é meio burro, pode ter esquecido (afinal, ele precisa de espaço para lembrar de coisas mais importantes, como contas a pagar), mas seu subconsciente registra tudo o que você vê e manda as mensagens na hora certa. Mas você também não precisa ficar dependendo dessa dupla que nem sempre faz o que você quer. Você pode se programar para lembrar seus sonhos.

Quando for dormir, sente-se e respire profundamente três vezes. Diga em voz alta: “dormirei agora e sonharei. Lembrarei do que sonhar e anotarei tudo ao acordar.” Pode reiterar seu pedido ao seu anjo, especialmente se precisa de uma luz para um problema. Ao acordar, a primeira coisa que você deve dizer é “Eu recordo”. Fique um pouco na cama, pois a ansiedade pode atrapalhar. Relaxe e entre no clima do sonho, como se você estivesse ainda dentro dele.



Pegue o seu caderninho e a caneta que você deixou na cabeceira ao dormir e anote tudo o que puder lembrar. Não se deixe cair na ilusão de que pode voltar a dormir e que vai se lembrar de tudo depois, porque não vai. Anote tudo, mesmo que seja às 3 da manhã. Se não se lembra de nada, anote as sensações. Você acordou alegre, disposto, assustado, angustiado... Prenda-se aos detalhes, cores, números, objetos, direções etc. Com o tempo, você vai se lembrando mais e mais dos seus sonhos e aprenderá a utilizá-los para o seu crescimento. Esta atividade deve ser feita pelas pessoas que se lembram dos sonhos também, pois vai ajudá-las a compreender melhor as mensagens que estão sendo enviadas.

Se você está nas imediações de Porto Alegre, aproveite a oportunidade! Estarei dando dois workshops sobre sonhos e viagens astrais dia 13/11, de 10 às 17 horas! Informações: eddie@eddievanfeu.com ou pelo whatsapp: 21 99803-4050
Confirme comigo antes de ir, pois só teremos aula com determinado número de alunos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário