quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Cigano Juanito

Por Fernando Coelho e Sandrini

Queridos lobonaltas hoje vamos falar do cigano Juanito, baseamos essa matéria no texto de Valéria Fernandes.

" Juanito contou ser do interior da Espanha, de uma família circense, no qual todos tinham talentos diferenciados para trabalha na “grande tenda”, mas ele era um dos poucos que não tinha aptidão para se diferenciar. Sendo assim, seus familiares e amigos o incentivaram a fazer algo que lhe era peculiar: usar de seu charme e habilidade na comunicação, passando desta forma a apresentar cada um dos números artísticos do circo, encantado o público com seu jeito alegre e sedutor. O belo porte físico aliado à postura majestosa, aos gestos finos e a boa comunicabilidade deste Cigano renderam anos e anos de trabalho em um ofício para ele inesperado e gratificante. Mais do que trabalho, Juanito relatou sobre a atmosfera de amor e fraternidade que envolvia crianças, jovens e idosos que compartilhavam da mesma arte e dos mesmos anseios.

No tempo em que o Cigano Juanito começou suas atividades circenses, ele era muito moço e apaixonado por uma jovem não-cigana com quem manteve um relacionamento clandestino durante anos. Certo dia a moça saiu da cidade para nunca mais voltar, então Juanito seguiu o destino traçado para ele quando ainda estava no ventre de sua mãe – casou com a Cigana Carmelita e constituiu sua própria família. Com Carmelita teve cinco filhos, uma vida sem grandes arroubos, mas feliz. Desencarnou na terceira idade.

Em sua roupagem fluídica Juanito apresenta-se como um protetor jovial, de pele bem morena, cabelos negros e lisos presos por um lenço. Seu lenço, sua faixa e sua camisa são todas em tons diferentes de dourado. A calça é toda em azul-marinho e o colete neste mesmo matiz, sendo arrematado por fios cintilantes. Juanito usa uma pequena argola, vários cordões, correntes nos dois braços, muitos anéis dourados, no entanto, no dedo médio da mão esquerda, usa um anel com pedra preta.

Para o Cigano Juanito fazer magia é trabalhar com o poder da mente, por isso deixa claro que não usa objetos para seguir com seus intentos magísticos, quando muito, faz uso de aromas para auxiliar sua concentração ou a do médium que está sob sua vibração energética. Não usa nenhum oráculo, conseqüentemente, não intui seus protegidos que desejam trabalhar com “mancias”. Gosta de receber oferendas de incensos florais, vela amarela, frutas frescas e correntes para os braços. Uma caneca de vinho também é bem aceita como oferta por este cativante Cigano que trabalha para prosperidade, seja esta material ou espiritual. A fase da lua de que ele mais gosta é a Nova."

Nenhum comentário:

Postar um comentário