quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

CIGANO VELASK

Por Fernando Coelho e Sandrini

Queridos lobonaltas, hoje trazemos até vocês muito mais que uma historia cigana, uma lição de vida para todos que trilham o caminho magico em geral. Espero que apreciem tanto quanto apreciamos compartilhar com vocês.
 
O cigano Velask tem origem Tunisiana. a Tunísia é um país do norte da África, limitado a norte e a leste pelo mar mediterrâneo, através do qual faz fronteira com a Itália. Em sua vida andou muito pela Europa, e também pela Índia, o que faz com que ele tenha várias influências que refletem muito no seu jeito peculiar de ser, como as magias do norte da África, dos feitiços Mouros, o acervo mágico dos Barôs italianos e espanhóis, além de grande sabedoria dos encantadores magos indianos. Como muitos ciganos, ele também aprendeu magias com seus familiares, em especial o seu pai que lhe ensinou o segredo das ervas.
 
 Em todos os lugares que passou, prestou auxilio a ciganos e gadjes, com a sua sabedoria a respeito das folhas. Sua historia mais conhecida foi quando se encontrou com uma feiticeira árabe que conhecia tão bem quanto ele os segredos do poder das plantas e por quem ele se apaixonou perdidamente.
 
A mulher era viúva e vivia sozinha, porém ela tinha motivos para que fosse assim. Ele se declarou, ela o recusou sistematicamente, mas o cigano apaixonado insistia. Seus fortes desejos fez com que ele usasse os conhecimentos que tinha, criando uma poção hipnótica e um perfume enfeitiçado. Levou até ela, dando-lhe de presente. O perfume de pétalas orvalhadas de girassóis e rosas, encantou a mulher e por isso ela acabou bebendo a poção. Depois de algumas horas de conversa, ele a teve em seus braços como sempre desejou, e foi nesse encontrou que ela se abriu, contando o segredo de sua vida. Ela quando neófita de magia, havia se envolvido com um homem comprometido, e feito uma magia para separar ele da pessoa que amava. Ele era casado com uma mestra em magia moura, e essa mulher traída e sofrida fez um feitiço que o levou a morte.
 
Depois de perder seu amor na briga magista, ela fez um juramento ao universo que jamais se envolveria amorosamente com mais ninguém, pois caso o contrario o universo poderia tirar o poder que ela tinha, e também pagaria com a própria vida.  O cigano ficou assustado, se perguntando mentalmente porque sua intuição havia falhado, porque ele não havia tido algum aviso. A feiticeira respondeu que quando uma pessoa fica obcecada por uma ideia, deixa de ouvir seus mentores/sua intuição até que o equilíbrio se re-estabeleça.
 
Logo ela começou a desenvolver vários tipos de mazelas, ele por mais que tentasse não conseguia êxito no tratamento dela. Ela estava muito serena, pois já sabia que teria que deixar o corpo muito brevemente.
 
Ele viu que usou as plantas de maneira errada, para que seu desejo pessoal fosse satisfeito, sendo assim após a morte da feiticeira, ele ficou recluso sofrendo de insônia por muitos anos, até que uma cartomante árabe abriu seu baralho trazendo uma mensagem do Universo a ele. "Você esta perdoado, daqui para a frente terás vida normal, porém nunca se esqueça, de sempre respeita a opinião do outro, pois lançar mão de artes mágicas para conseguir o que queremos pode ter consequências muito desastrosas. Quando se sentir obcecado por uma ideia, lembre de o que juntamos na magia, esta abaixo e esta acima, e nunca devemos atrair forças descontroladas, pois a consequência acompanhará nossa alma".
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário